Arqvs. por Categoria: ecodesign

Lareira de Taipa de Pilão – Daniel Mantovani

lareira taipa cria arquitetura

 

A taipa de pilão ou terra compactada é uma técnica muito antiga e recebe esta denominação por ser uma mistura de terra arenosa com a minima porcentagem de cimento (estabilizante) e água. Essa mistura é depositada em formas reutilizáveis apropriadas e compactada com socadores pneumáticos ou de madeira. Após retirada as formas, as paredes estão prontas, resultando em painéis monolíticos estruturais com aspecto de rocha sedimentar de beleza única.

O Cria Arquitetura é fã desse sistema construtivo e sempre procuramos incorporá-lo em nossos projetos. Este ano resolvemos tentar algo novo e projetamos uma lareira em taipa, cuja execução ficou por conta do nosso parceiro especialista em Terra Compactada, Daniel Mantovani.

Abaixo um registro de como foi executada a lareira da Sala da Família:

TAIPA3x

A taipa é uma técnica relativamento simples, mas que requer alguns cuidados. O segredo de um bom resultado está na execução e montagem da forma que deve ser em compensado naval.

A taipa e composta de uma mistura de terra, areia e um pouco de cimento, mas antes de misturar tudo, a terra deve ser peneirada e umidecida.

TAIPA2x

A mistura umidecida é depositada na forma de madeira em camadas não muito grossas que serão apiloada até sua compactação.

taipa5

Aqui podemos perceber a diferença entre a mistura e a terra já compactada.  As diversas camadas desse processo criam desenhos únicos

Compartilhe

Pinterest

Também publicado emdiário casa cor 2013 | Deixe um comentário

Sala da Família – Mobiliário Base Casual

SALA DA FAMÍLIA 07

A Base Casual, loja de móveis de Campinas, foi uma grande parceira neste projeto para a Casa Cor Campinas, fornecendo grande parte do mobiliário:

  • Poltrona e Puff Spock em linho
  • Sofá Hermes em suede
  • Poltronas Mantus em couro natural
  • Puff cogumelo em linho
  • Mesinha de centro Drey em lamina carvalho
  • Mesinha lateral Drey em lamina carvalho

Compartilhe

Pinterest

Também publicado emdiário casa cor 2013 | Deixe um comentário

Sala da Família – Mobiliário Madeira Urbana

 

painel madeira urbana

O Madeira Urbana foi um importante parceiro neste projeto, fornecendo grande parte da madeira utilizada no ambiente Sala Da Família na Casa Cor Campinas 2013 e confeccionando peças exclusivas desenhadas pelo Cria Arquitetura.

As madeiras utilizadas aqui são provenientes de queda, poda ou cortes autorizados de árvores que compõem as paisagens urbana e rural da cidade de Campinas. Cada peça  recebe um código que permite ao consumidor verificar a origem exata e o histórico das madeiras utilizadas, incluindo autorização de corte e comprovação de reposição. Para o transporte e estocagem da madeira é obtida autorização nos órgãos ambientais competentes e todos os documentos são auditados pelo programa.

Inserindo no site do programa www.madeiraurbana.com.br o código dos selos é possível rastrear a origem da madeira como também a quantidade de carbono retirado da atmosfera durante o crescimento da árvore.

mesa de centro madeira urbana

escrivaninha casa cor campinas 2013

As madeiras provenientes de poda urbana são de origens diversas e cada tora é unica, proporcionando desenhos, texturas e características exclusivas a cada peça. Aqui utilizamos o abacateiro nos painéis da lareira e da estante, a paineira na mesa de centro que é uma madeira bem leve, e o pinus na escrivaninha. Os banquinhos foram confeccionados em Madeira Urbana obtida de um Ipê do próprio Jardim do Palácio do Bispo, que havia caído durante uma tempestade. Trouxemos  um pouco  da  história  do  edifício  para  o  ambiente, resgatando o tronco e tocos que seriam descartados durante a reforma, transformando-os em mobiliário. Esta é uma forma de diminuir a demanda por madeiras novas. Esta é nossa forma de mostrar como “um olhar mudar tudo”…

banquinhos madeira urbana

Compartilhe

Pinterest

Também publicado emdiário casa cor 2013 | 2 Comentários

Casa Cor Campinas 2013 – Taipa

parede taipa

Muito utilizada em construções pelo homem a milhares de anos, a Terra Compactada ou a Taipa de Pilão(Taipa) como é conhecida no Brasil, foi trazida pelos portuguêses e amplamente aplicada principalmente no sudeste do país. Empregada com materiais de pouca qualidade e sem precisão a técnica se manteve rudimentar durante o período da colonização. Em meados dos anos 70 seria redescoberta e aprimorada graças aos avanços tecnológicos, conquistando respeito crescente entre arquitetos e designers preocupados em projetar casas e edifícios energéticamente eficientes e saudáveis. Mundialmente conhecida como Rammed Earth(Terra Compactada) ou Stabilized Rammed Earth(Terra Estabilizada Compactada) essa técnica é sem dúvida uma excelente alternativa aos métodos convencionais de construção.

O Cria Arquitetura é fã desse sistema construtivo e sempre procuramos incorporá-lo em nossos projetos. Este ano resolvemos tentar algo novo e projetamos uma lareira em taipa que está ficando linda!  A execução ficou por conta do nosso parceiro Daniel Mantovani que é especialista em Terra Compactada e faz trabalhos maravilhosos.

A seguir algumas imagens de projetos do escritório utilizando paredes de taipa:

Campinas Decor 2010

Campinas Decor 2010

Campinas Decor 2010

Campinas Decor 2010

Campinas Decor 2009

Campinas Decor 2009

Campinas Decor 2009

Campinas Decor 2009

 

Loja Haes

Loja Haes

Balcão Loja Haes

Balcão Loja Haes

 

 

Compartilhe

Pinterest

Também publicado emdiário casa cor 2013 | Deixe um comentário

Casa Cor Campinas 2013 – Tinta Solum

tinta de terra

A Tintas Solum é uma empresa parceira do Cria Arquitetura que produz um revestimento ecológico desenvolvido com pigmentos das terras brasileiras. Na Casa Cor Campinas desse ano, iremos utilizar a tinta de terra para revestir parede e teto do nosso ambiente.  Uma cor customizada foi desenvolvida especialmente para o evento e será aplicada com efeito liso que lembra um cimento queimado. Vai ficar lindo!!!

A Tinta Mineral Solum é produzida através de processo físico sem auxilio de meio químico e com baixo uso de energia. A matéria prima é extraída de jazidas certificadas e durante a transformação em produto final não há emissões tóxicas. O resíduo não polui o meio ambiente e completa seu ciclo de vida retornando a terra em curto prazo.  Além disso a  tinta da terra é composta de pigmentos minerais puros e naturais e emulsão de base aquosa não tóxica.

O Cria vem trabalhando com esse produto a algum tempo e temos obtido excelente resultado. A seguir separamos algumas images de algumas obras nossas com aplicação da Tinta Solum:

fachada riviera

Fachada Residência Riviera

fachada cria arquitetura

Fachada Cria Arquitetura

fachada tinta terra

Clinica de Cirurgia Plástica

Escritório Cria Arquitetura

tinta de terra cria arquitetura

Campinas Decor 2006

Campinas Decor 2008

Campinas Decor 2008

Compartilhe

Pinterest

Também publicado emdiário casa cor 2013 | Deixe um comentário

Biopiscinas

As biopiscinas, piscinas ecológicas, ou ecopiscinas, nada mais são do que mini ecossistemas onde os usuários podem nadar sem receio. Começaram a ser desenvolvidas a partir dos anos 90 na Europa, e cada vez mais vem substituindo as piscinas convencionais.

cria arquitetura.biopiscina

O diferencial está no sistema de limpeza: elas se utilizam de plantas, pedras e peixes ao invés de produtos químicos. A área escavada é revestida com uma lona impermeável depois preenchida com água limpa, e através da construção de uma parede que divide a área de uso da área de regeneração, as impurezas e os nutrientes são decompostos por plantas e micro organismos.

cria arquitetura.biopiscina3

No entanto, em alguns casos, há necessidade de bomba, mas somente para que se faça a circulação entre a água destinada a natação e a área de tratamento, o que garante a boa qualidade da água, e baixo custo de manutenção. Além disso, o fundo pode ser aspirado de tempos em tempos para remoção das eventuais folhas.

cria arquitetura.biopiscina4

Além de beneficiar o meio ambiente pela presença de água limpa sem presença de poluentes químicos, as biopiscinas são vistas também como uma reserva extra de água para a residência, passando a ser um ponto não só de beleza e contemplação, mas também um local de vida em profusão. Um verdadeiro jardim onde se pode nadar!

cria arquitetura.biopiscina5

Compartilhe

Pinterest

Também publicado emprojetos arquitetura sustentável | 1 Comentário

Biovaletas (BIOSWALE)

As biovaletas, ou valetas de biorretenção vegetadas, são semelhantes aos jardins de chuva, mas geralmente se referem a depressões lineares preenchidas com vegetação, solo e demais elementos filtrantes. Esses elementos processam uma limpeza da água da chuva, ao mesmo tempo em que aumentam seu tempo de escoamento, dirigindo este para os jardins de chuva ou sistemas convencionais de retenção e detenção das águas. São geralmente, usadas para tratar os escoamentos de ruas e de estacionamentos.

biovaleta criaarquitetura.biovaleta2

biovaleta

Compartilhe

Pinterest

Também publicado emprojetos arquitetura sustentável | Deixe um comentário

Jardins de Chuva

Também chamados de Sistema de Biorretenção, os jardins de chuva utilizam a atividade biológica de plantas e microorganismos para remover os poluentes das águas pluviais, contribuindo para a infiltração e retenção da água  da chuva. Além disso, aumentam beleza paisagística da rua; reduzem parte do volume do escoamento superficial; são eficientes na remoção de sedimentos finos, metais, nutrientes e bactéria, e possibilitam grande flexibilidade de desenho nos projetos. São indicadas para ruas com baixo tráfego de veículos, calçadas largas, pátios, estacionamentos, e dentro do próprio lote, sejam esses residenciais, comerciais ou públicos.

jardins de chuva jardins de chuva2

jardins de chuva

Compartilhe

Pinterest

Também publicado emprojetos arquitetura sustentável | Deixe um comentário

Hotel Endérmico


Hotel Endermico

Hotel Endermico

Hotel Endermico7

 

Este projeto está localizado no Vale de Guadalupe, Enseada no México, conhecida como endêmicas Wildlife Shelter, trata-se de  um conjunto de vinte habitações , chamado “ecolofts” com vinte metros quadrados cada.

Uma das principais premissas era não intervir diretamente no campo, como parte da filosofia do projeto é respeitar a natureza, tanto quanto possível acolhendo o cliente com um conceito de camping de “luxo”, suprindo as necessidades básicas.

 

Compartilhe

Pinterest

Também publicado emprojetos arquitetura sustentável | Deixe um comentário

Hortas Residenciais

Cada vez mais pedidas em projetos arquitetônicos e paisagísticos, as hortas além de embelezarem, trazem mais saúde. Para aqueles que apreciam a culinária, e desejam ter seu “mini estoque verde” sem sair de casa, o blog do CRIA Arquitetura selecionou alguns exemplos de hortinhas para se fazer em casa, e o mais bacana: sustentáveis, de fácil construção e manutenção.

Em Canaletas

criaarquitetura.hortacanaleta2criaarquitetura.hortacanaleta

 

Em Blocos de Concreto

criaarquitetura.hortabloco2

 

Reutilizando Garrafas PET

criaarquitetura.hortapet2

 

Em Vasinhos

criaarquitetura.vasinho4

criaarquitetura.vasinho.3jpg

 

 

Compartilhe

Pinterest

Publicado em ecodesign | Deixe um comentário
  • Sobre o Blog

    Nós do CRIA arquitetura acreditamos em idéias simples, realizadas com paixão, e inteligência, valorizando a estética e a racionalidade por meio do uso de materiais e tecnologias inovadoras. Conceito que aplicamos tanto em nossos projetos de arquitetura convencional, quanto nos projetos de arquitetura sustentável.

    Criamos este espaço para discutir e compartilhar as tendências da arquitetura e as urgências do planeta.

  • Quem Somos

    Juliana Mistro e Juliana Boer